Número de presos por roubos a ônibus cresce 101,8% de janeiro a maio

Manaus – De janeiro a maio de 2018, 783 infratores foram presos em Manaus pela prática do crime de roubo a ônibus. O número de prisões efetuadas pela Polícia Militar e Polícia Civil dobrou na comparação com o mesmo período do ano passado, conforme dados da Secretaria de Segurança Pública (SSP-AM). As prisões de envolvidos foram 101,8% maiores que nos cinco primeiros meses de 2017, quando 388 infratores foram recolhidos pelo crime.

Em maio, foram registradas 231 ocorrências na capital, redução de 28,4% na comparação com maio do ano passado, quando 321 casos foram registrados. O mês também foi o menor em registros do crime em 2018. No ano, já são 1.266 ocorrências. “Estamos trabalhando em várias frentes. Há o reforço da presença e das operações surpresas da Polícia Militar e também estamos com equipes de investigação cuidando de identificar e solicitar a prisão de criminosos. Essas ações começaram a apresentar os primeiros resultados, mas é preciso tornar a viagem mais segura. Estamos identificando os criminosos e vamos prendê-los”, disse o secretário de Segurança, Coronel Anézio Paiva.

Com operações policiais intensificadas em maio para coibir os crimes no transporte coletivo e nos ônibus que fazem o transporte de trabalhadores do Polo Industrial de Manaus, a quantidade de prisões foi a maior do ano, totalizando 179 presos pelo crime. As ações têm coordenação direta do secretário de Segurança. Além da Operação Catraca, que faz blitze relâmpago nos ônibus do transporte coletivo, a Polícia Militar está atuando em ação de reforço nos cinco terminais de integração da capital amazonense, entre 5h e 8h, e entre 17h e 19h.

Como parte do trabalho de combate aos roubos nos ônibus, a SSP-AM realizou duas fases da Operação ‘Fora de Área’. Sob a coordenação da Secretaria Executiva Adjunta de Operações (Seaop), as operações ocorreram no centro, zona sul, e no bairro São José, na zona leste da capital, e resultaram no indiciamento de 34 pessoas por receptação de objetos sem comprovação de origem. Foram apreendidos 754 celulares, 59 tablets, 13 notebooks, além de 55 carcaças de celulares. Todos equipamentos sem nota fiscal e que a polícia suspeita que sejam originárias de roubos, principalmente aos ônibus.

“Estamos fazendo uma repressão qualificada com as devidas providências legais e abertura de inquéritos policiais”, disse Paiva.

Outra medida que tem auxiliado o trabalho das polícias e agilizado o atendimento de ocorrências é ao aplicativo Aviso Polícia, um botão do pânico para a população que flagrar qualquer situação de ameaça. O aplicativo está disponível nas plataformas Android e iOS, bastando pesquisar “Aviso SSP”. Com o app instalado, o cidadão que fizer o chamado coloca o veículo em rastreamento automático pelas equipes policiais.

Denúncias sobre crimes podem ser feitas de maneira sigilosa através do telefone 181, o disque denúncias da SSP-AM.

Compartilhe