Nutricionista do SESI orienta sobre alimentação consciente

A alimentação equilibrada é uma forma de evitar excessos assim como carências, segundo a nutricionista do SESI e especialista em Fundamentos Metabólicos e Nutricionais, Creusa Varela. “O corpo tem necessidades diárias de vitaminas e minerais, e saber por que ingerir ou não determinados alimentos é o ideal”, disse ela em palestra, nesta quarta-feira (18), no SESI Saúde.

De acordo com a especialista, a nutrição é o equilíbrio entre qualidade, quantidade, adequação e harmonia. A alimentação, disse ela, precisa ser entendida como um estilo de vida que não está somente relacionado a peso e estética, mas com a saúde em primeiro lugar.

A doença é o resultado de uma vida de hábitos alimentares inadequados, segundo dados apresentados por Varela na palestra: 99% das doenças existentes no mundo podem ser prevenidas com uma alimentação adequada. Deficiências nutricionais podem ser trabalhadas para não gerar excesso de peso e mesmo desnutrição.

“Desnutrição não é necessariamente aquela pessoa magra. Eu posso estar acima do peso e estar desnutrido porque terei excesso de gordura, mas posso ter deficiência de ferro e vitaminas. O meu excesso não encobre as minhas deficiências”, ressaltou ela.

A quantidade correta de água aliada à prática de exercícios físicos também faz parte de um estilo de vida saudável. A nutricionista do SESI ensinou como calcular de acordo com o seu peso a quantidade de água correta mínima a ser tomada diariamente.

A hidratação ideal é calculada na base de uma colher de sopa (30 ml) para cada quilo de peso, ou seja, o seu peso divido por 30 dará o valor ideal mínimo diário para ser ingerido de água. Segundo Varela, é muito importante que essa métrica seja respeitada somente com água, a ingestão de sucos, leite e refrigerantes não pode ser substitutivo.

“Trabalho como operadora de caixa e nem sempre consigo sair do meu posto de trabalho para beber água, então tenho sempre comigo uma garrafa com água, porém não sabia a quantidade ideal para o meu corpo. Agora vou aplicar essas dicas na minha rotina e adaptar aos meus hábitos alimentares e exercícios físicos”, disse a operadora de caixa, Jomara de Andrade, 32, que estava aguardando o atendimento do filho na pediatria do SESI Saúde e assistiu as orientações dadas pela nutricionista do SESI.

A Organização Mundial de Saúde (OMS) lançou em junho de 2018 seu novo plano de ação sobre atividades físicas 2018-2030. “Pessoas mais ativas para um mundo mais saudável”, tem como estrutura principal e ambição reduzir a inatividade física em 15% até 2030. Segundo a nutricionista do SESI, a melhora na saúde física, mental e bem-estar, tem que ser prioridade.