Operação Cavalo de Aço prende homicida e apreende mais de 40 veículos em Manaus

As forças de segurança pública do Estado realizaram, na noite de sexta-feira (15/06) e na madrugada deste sábado (16/06), uma ação integrada com barreiras de fiscalização em todas as zonas de Manaus e incursões em áreas para apurar denúncias de tráfico de drogas. Foram abordados 991 veículos, entre carros, motocicletas e ônibus, com apreensão de 11 carros e 31 motos, além da prisão de um homem com mandado de prisão em aberto por homicídio qualificado. A Operação Cavalo de Aço foi coordenada pela Secretaria de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM).

Em patrulhamento na zona leste de Manaus, a equipe da Secretaria Executiva Adjunta de Operações (Seaop) abordou um casal em uma motocicleta. Durante a abordagem, foi constatado que havia um mandado de prisão por homicídio contra Mateus Laranjeira da Silva, 26, que foi conduzido ao 14º Distrito Integrado de Polícia (DIP). Ele também já responde processos por tráfico e porte ilegal de arma de fogo.

Ainda na zona leste, no bairro Jorge Teixeira, uma denúncia anônima levou à apreensão de uma prensa utilizada por traficantes para “bater” a droga. O maquinário e uma porção de drogas foram apreendidas, mas não havia ninguém no local.

Quantitativos – Durante a Operação Cavalo de Aço, 563 carros, 428 motos, 21 táxis, 19 mototáxis, 17 ônibus e 1.625 pessoas foram abordadas nas barreiras de fiscalização. Além disso, seis bares foram fechados e houve 83 notificações pelo Corpo de Bombeiros.

De acordo com o Secretário de Segurança, coronel Anézio Paiva, a operação Cavalo de Aço foi elaborada a partir da análise criminal de diferentes locais, com uma resposta integrada das forças de segurança. “Estamos fazendo as vistorias nos carros, verificando a existência de arma e droga, estamos parando os ônibus fazendo as abordagens para coibir as ações criminosas e dar maior sensação de segurança à população amazonense”, afirmou Paiva.

A Operação Cavalo de Aço reuniu policiais civis e militares, servidores do Departamento Estadual de Trânsito (DETRAN), da SSP-AM e das Secretarias Executivas Adjunta de Operações (Seaop) e de Gestão Integrada (Seagi). Além das barreiras policiais em bairros, o grupo percorreu e fiscalizou regiões e estabelecimentos alvos de denúncia de ilícitos pela população e identificadas pelo sistema de segurança através de levantamentos prévios.

FOTO: VALDO LEÃO/SECOM