Operação Corpus Christi fiscaliza transportes intermunicipais nas principais entradas e saídas de Manaus

A Agência Reguladora dos Serviços Públicos Concedidos do Amazonas (Arsam) lançará, nesta sexta-feira (31/05), às 7h, a Operação Corpus Christ. O objetivo é intensificar as fiscalizações dos transportes intermunicipais nas principais entradas e saídas de Manaus. A Operação se estenderá até o próximo domingo (03/06), às 23h.

De acordo com o supervisor de fiscalização da Arsam, Erick Edelman, no ano passado, 1.040 veículos foram fiscalizados e 11.500 passageiros foram registrados saindo da capital, e a expectativa para este ano é que esses números aumentem.

“Em virtude do 1º Campori de Jovens na AM-010, desde ontem (29/05) verificamos um fluxo intenso de veículos indo para o local, sendo 250 fiscalizados e 10.000 passageiros transportados. Por conta deste evento e do feriado, a expectativa para este ano é que 2.500 veículos sejam vistoriados e 25.000 passageiros saiam da capital. E a orientação que nós damos para aqueles que vão utilizar os transportes intermunicipais é que cheguem com antecedência e estejam munidos de documentos e que sempre recorram ao transporte regular, fiscalizado pela Arsam, que pode ser identificado com o selo de aprovação da autarquia, evitando os clandestinos”, recomendou Edelman.

Além dos 12 fiscais da Arsam, a Polícia Militar (PM), o Batalhão de Policiamento de Trânsito (BPTran), Corpo de Bombeiros Militar do Amazonas (CBMAM) e o Departamento de Trânsito do Amazonas (Detran-AM) estarão na rodoviária Huascar Angelim, na Ponte Rio Negro, no entroncamento das rodovias AM-010 e BR-174 e no Km 30 da AM-010 para realizar as fiscalizações.

O chefe do Departamento de Trânsito da autarquia, Oziel Mineiro, alerta sobre os riscos da superlotação nos veículos. “Solicitamos aos motoristas dos transportes intermunicipais que controlem o limite da entrada de passageiros nos veículos para que o conforto e a segurança das pessoas sejam prioridades. A Arsam fiscaliza com afinco também a documentação dos veículos, para-brisas, estado dos pneus e cinto de segurança”, afirmou.

FOTO: DIVULGAÇÃO/ARSAM