Para orientar os estudantes sobre as consequências das DST’s, Seduc lança o programa “Prevenção: Quanto Antes Melhor”

Com o objetivo de reforçar as ações escolares de prevenção às doenças sexualmente transmissíveis (DST’s), fornecendo orientações, sobretudo, a estudantes matriculados no ensino médio, a Secretaria de Estado de Educação (Seduc) lançará o programa “Prevenção: Quanto Antes Melhor!”.
Juntamente como uma formação técnica direcionada a professores, o programa será lançado nesta quinta-feira (dia 5 de março), às 14h30, no auditório do Instituto de Educação do Amazonas (IEA), localizado na Rua Ramos Ferreira, s/nº, Centro.

O programa será coordenado pelo Centro de Apoio ao Escolar (Caes/Seduc) e desenvolvido em parceria com o instituto Inmed Brasil e a empresa multinacional Johnson & Johnson, buscando levar orientações para estudantes da rede pública estadual com faixa etária entre 14 e 18 anos.

Inicialmente, como programa-piloto, as ações serão desenvolvidas em cinco unidades de ensino da capital, sendo elas: o Colégio Amazonense Dom Pedro II, o Colégio Nossa Senhora de Aparecida, o Colégio Brasileiro Pedro Silvestre, o Instituto de Educação do Amazonas (IEA) e a escola estadual Francisco das Chagas Albuquerque.

De acordo com a representante da Seduc e coordenadora do Programa, Delta Segadilha, a proposta contempla o que determina a Lei. “A Seduc, enquanto instituição pública, realiza essa ação com base no que diz a Lei de Diretrizes Básicas da Educação (LDB), a qual afirma que a escola deve trabalhar com temáticas direcionadas à orientação sexual dos estudantes. Esse programa é um exemplo disso”, afirmou.

Segundo Delta Segadilha, a aplicação do programa está embasada em uma pesquisa na qual, em 2014, foi realizado o levantamento de informações junto a 200 alunos das cinco unidades de ensino que serão beneficiadas com o programa. O resultado da pesquisa será apresentado na solenidade de lançamento.

loading ...
Compartilhe