Para reforçar o hábito da leitura, escola pública estadual desenvolve o projeto “O Passaporte para o Conhecimento”

Com mais de sete mil livros em seu acervo bibliotecário, a escola estadual Brigadeiro João Camarão Telles Ribeiro, localizada no bairro São Lázaro, zona sul de Manaus, investe no desenvolvimento de projetos pedagógicos para fortalecer entre seus estudantes o hábito da leitura. Um dos projetos desenvolvidos é “O Passaporte para o Conhecimento”, cujas atividades do ano letivo de 2014 foram concluídas nesta sexta-feira, dia 28.
Como ocorre no dia-a-dia escolar, o encerramento do projeto contou com apresentações teatrais protagonizadas pelos próprios alunos e que envolveram clássicos da literatura brasileira e mundial. A solenidade contou com a participação de 1.100 pessoas entre estudantes, pais e comunitários.

“A nossa proposta é fazer com que a leitura faça parte da vida do aluno e que a família participe diretamente deste processo”, explicou uma das coordenadoras do projeto, a professora de Língua Portuguesa, Mônica de Souza Lima.

De acordo com ela, leitura-viva, interpretações teatrais, oficinas e trabalhos de pesquisa sobre a vida e obra de importantes autores são utilizados pela escola para fortalecer o projeto.

Durante o evento, apresentações de obras literárias de autores como Monteiro Lobato, Rui Barbosa e Clarisse Lispector foram expostas em salas temáticas. Trabalhos como “Histórias infantis e cartões de Natal”, “Literatura infanto-juvenil”, “Riquezas Amazônicas” e “Escritores Amazonenses” foram alguns dos que chamaram a atenção do público.

Segundo o gestor da escola, Marcos Alvim, o projeto surgiu em 2004 e a cada ano é fortalecido. “Constatamos a necessidade de fortalecer a leitura junto à comunidade escolar e passamos a desenvolver o projeto, que aproximou os alunos dos livros e fez com que eles atribuíssem grande valor à leitura”, informou.

O dia temático na escola foi concluído com a premiação dos alunos que mais se destacaram no decorrer do ano letivo.