Parintins recebe ação de enfrentamento à violência e violação de direitos

Com o lema “Respeito”, a Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Cidadania (Sejusc) e a Secretaria de Assistência Social (Seas) realizam, no município Parintins de 26 (terça-feira) a 30 (sábado) de junho, ação de enfrentamento a vários tipos de violência e violações de direitos de mulheres, crianças, adolescentes e população de lésbicas, gays, bissexuais e transexuais.

Com apoio da prefeitura da cidade, as atividades serão realizadas simultaneamente em vários pontos de grande fluxo da cidade e seguem com abordagens educativas e sociais, atendimento psicossocial e de orientação jurídica, além de encaminhamentos.

“É uma agenda robusta que visa diminuir vários tipos de violência praticados contra esses públicos que são vítimas constantes de inúmeras violações. O tema ‘Respeito’ vem de encontro a atual realidade por qual passamos, principalmente nas redes sociais, em que se expõem violentamente opiniões e outros atos. Isso reflete na vida real e resume o que todos precisamos para termos uma convivência saudável: respeito”, explica a titular da Sejusc, Eliane Ferreira.

Atividades – No dia 26 (terça-feira), iniciam os atendimentos psicossociais e de orientação jurídica à mulher em situação de violência no Centro de Referência Especializado em Assistência Social (Creas), na rua Alcides Seixas, próximo ao Bumbódromo, das 9h às 16h. No local, também, vão acontecer rodas de conversa.

Em outros pontos de movimentação da cidade, serão realizadas abordagens educativas com material de divulgação dos serviços oferecidos pelo Estado, como identificar as violações e onde buscar ajuda. Nos dias 29 (sexta-feira) e 30 (sábado) de junho, as abordagens acontecem no entorno do Bumbódromo.

No dia 27 (quarta-feira), das 8h30 às 12h, acontece abordagem educativa e social de combate ao trabalho infantil com panfletagem em hotéis, bares e restaurantes da cidade. A ação segue no dia 28 (quinta-feira), no porto, das 8h às 12h, e à noite na Festa dos Visitantes. No dias 29 (sexta-feira) e 30 (sábado), a atividade continua no entorno do Bumbódromo.

“Crianças e adolescentes que forem flagradas catando latas ou fazendo comércio serão abordadas e seus responsáveis contactados para que a vítima seja retirada do local imediatamente”, destaca Eliane.

Ainda no dia 27 (quarta-feira), para fortalecer o combate à homofobia, será assinado, às 18h, o Pacto de Enfrentamento à Violência contra a População LGBT. O ato será durante a Parada LGBT na praça Digital, localizada na orla da cidade.

Nos dias 29 (sexta-feira) e 30 (sábado), todas as ações serão concentradas no entorno do Bumbódromo.