Patética a declaração do secretário de segurança

Coronel da Polícia Militar do Amazonas, Anézio Paiva, afirmou que o policiamento em Manaus foi reforçado após a fuga de 35 detentos

Parece que o secretário de segurança pública do Amazonas, Anézio Paiva vive em um universo paralelo. Manaus sofre uma onda de violência só comparada a de Chicago dos anos 40, quando a máfia italiana desenfreou assassinatos violentos seguidamente. Julho chega ao fim com um vergonhoso saldo de mais de 100 homicídios. Todos com gestos de crueldade e o secretário vem dizer, em plena coletiva de imprensa, que “tudo está sob controle”. Um absurdo sem tamanho. A cidade vive em estado de tensão e não isso se resume a uma zona habitacional. Toda a capital sofre com a falta de segurança. Diariamente coletivos do sistema de transporte sofrem assaltos violentos, comércios são violados freqüentemente e ninguém está seguro ao sair de casa. Aí o secretario vem pateticamente dizer que está tudo tranqüilo. Talvez ele se sinta assim, seguro, já que goza de direitos que o cidadão comum não dispõe.