PC recaptura em Juruti fugitivo de três unidades prisionais no Brasil

juritia

A Polícia Civil do Amazonas, por meio da equipe de investigação da Delegacia Interativa de Polícia (DIP) de Parintins, município distante 369 quilômetros em linha reta capital, sob o comando do delegado Adilson Cunha, titular da unidade policial, em conjunto com policiais civis que atuam em Juruti, município do estado do Pará, recapturou no lugar, na noite de quarta-feira (18), por volta das 19h, o foragido da Justiça Paulo Rogério Gamenha da Silva, 36, fugitivo de unidades prisionais dos estados do Ceará, Rio Grande do Norte e Amazonas.

De acordo com a autoridade policial, Paulo Rogério foi preso em Juruti, no momento em participava de um ensaio para o Festival Folclórico do município. Conforme Adilson Cunha, o infrator chegou a cumprir pena na Unidade Prisional de Parintins em novembro de 2015, pelo crime de roubo majorado, mas fugiu da penitenciária em novembro daquele mesmo ano.

“O infrator estava sendo procurado após empreender fuga de cadeia no Rio Grande do Norte. A nossa equipe continuava em diligências em busca de Paulo Rogério, quando obteve informações de que ele estaria morando em Juruti. Fizemos contato com os policiais civis que atuam no lugar e pedimos apoio nas buscas pelo fugitivo”, explicou o titular da DIP de Parintins.

O delegado ressaltou que após a fuga da Unidade Prisional de Parintins, registros da polícia indicavam que o infrator voltou a ser preso em 2016, na cidade de Fortaleza, capital do estado do Ceará, após tentar estuprar uma moradora de rua. Cunha disse, ainda, que em agosto de 2016 o indivíduo conseguiu novamente empreender fuga do presídio cearense, junto com um grupo de detentos, após ter escavado um túnel.

“Uma equipe de policiais de Parintins estará se deslocando para o estado do Pará para realizar a transferência do infrator. Paulo Rogério será reconduzido para o nosso estado e ficará à disposição da Justiça, na Unidade Prisional de Parintins”, esclareceu a autoridade policial.

Ordem Judicial

O mandado de prisão em nome do infrator foi expedido no dia 12 de janeiro de 2016, pelo juiz de Direito da 1ª Vara da Comarca de Parintins, Fábio César Olintho de Souza.

Compartilhe