Pesquisa – Jovens preferem internet do que fazer sexo

Os jovens da Inglaterra preferem passar mais tempo com os familiares e na internet em vez de fazerem sexo. É o que aponta a pesquisa do Serviço Britânico de Informação sobre Gravidez após entrevistas com mil jovens de 16 a 18 anos.

CONVERSAM

Sete em cada 10 adolescentes disseram que conversam com amigos online 4 ou mais vezes por semana. Já os que convivem pessoalmente com os amigos – na escola ou fora do trabalho – somam 24%.

SEXO
Os que interagem com os amigos pessoalmente e com mais frequência tendem a fazer mais sexo. Cerca de 4 a cada 10 daqueles que veem os amigos 4 vezes por semana afirmaram já ter feito sexo.

GRAVIDEZ

O relatório informa também que as taxas de gravidez precoce na Inglaterra e no País de Gales diminuíram 11% de 2015 a 2017. “Os baixos níveis podem ser atribuídos ao baixo contato pessoal entre jovens e seus pares, à medida que as oportunidades de interação sexual, que poderiam resultar em uma gravidez, são reduzidas”, constata o estudo.