Polícia Civil cumpre mandado de prisão preventiva em nome de motoboy envolvido em roubo

A equipe de investigação da Delegacia Interativa de Polícia (DIP) de Manacapuru cumpriu na tarde de sexta-feira (20/7), por volta das 14h30, mandado de prisão preventiva por roubo majorado em nome do motoboy Rafael Torres Amorim, 20, envolvido em roubo ocorrido no dia 11 de junho deste ano, na rua Piranha, bairro Liberdade, naquele município distante 68 quilômetros em linha reta da capital.

O delegado Rodrigo Torres, titular da unidade policial, afirma que no dia do fato, Rafael e mais três indivíduos, até o momento não identificados pela polícia, estavam em duas motocicletas quando abordaram uma mulher de 45 anos em via pública. Na ocasião, os infratores ameaçaram a vítima e subtraíram a bolsa dela contendo um celular, documentos e um cartão de banco com a senha.

“Rafael ainda se dirigiu até uma casa lotérica, onde conseguiu realizar um saque de R$ 300 da conta da vítima. Assim que tomamos conhecimento do fato as diligências foram iniciadas e após dois dias, nossa equipe localizou uma das motos utilizadas no crime em posse de Rafael. Então ele foi detido e levado até a delegacia para prestar esclarecimentos, onde confessou o crime e a vítima fez o reconhecimento dele”, disse Torres.

Conforme o titular da DIP de Manacapuru, foi verificado que a motocicleta que Rafael utilizou no crime pertencia a uma distribuidora em que ele trabalhava, sendo assim, os policias civis devolveram o veículo ao proprietário. Torres explicou que, logo após identificar o infrator e ele prestar esclarecimentos na delegacia, ele foi liberado por não estar mais no flagrante, mas de imediato a autoridade policial representou à Justiça o pedido de prisão preventiva em nome dele. O documento foi expedido no dia 18 de julho deste ano, pelo juiz Edson Rosas Neto, da 1ª Vara de Manacapuru.

“Com o intuito de cumprirmos a ordem judicial, realizamos campana na tarde de sexta-feira (20/7), na rua Coronel Madeira, no Centro do município, onde efetuamos a prisão de Rafael por volta das 14h30. Vale ressaltar que os outros indivíduos que participaram do crime ainda estão sendo investigados a fim de serem identificados e presos”, concluiu Torres.

Ao término dos procedimentos cabíveis, Rafael irá permanecer custodiado na carceragem da delegacia, que funciona como unidade prisional em Manacapuru, à disposição da Justiça.

FOTO: Divulgação/ Assessoria de Imprensa da Polícia Civil do Estado do Amazonas.