Polícia Civil faz ação em Terminal do centro para coibir crimes na hora do “rush”

A Polícia Civil do Amazonas, sob o comando do delegado-geral, Mariolino Brito; delegado-geral adjunto, Antonio Chicre Neto, e delegado Geraldo Eloi, diretor do Departamento de Polícia Metropolitana (DPM) da instituição, deflagrou nos dias 8 e 9 de agosto deste ano, no Terminal de Integração 1, popularmente conhecido como “T1”, na avenida Constantino Nery, bairro Presidente Vargas, zona sul, ação policial com o intuito de inibir a prática de roubos e furtos no lugar.

No primeiro dia de atividades, na quarta-feira (8/8), Eduardo Ferreira Gerônimo, 21, e Ricardo Leitão da Silva,31, foram conduzidos ao 24º Distrito Integrado de Polícia (DIP), após denúncias dos vendedores ambulantes de que a dupla realiza furtos dentro do terminal de integração. “Nós percebemos que ambos ficaram bastante nervosos com a nossa presença, realizamos a abordagem e ao consultarmos o sistema identificamos que os dois possuem passagem por roubo. Encaminhamos os dois para a unidade policial, para serem ouvidos”, explicou o delegado-geral, Mariolino Brito.

Já na quinta-feira (9/8), os trabalhos foram iniciados às 17h e seguiram até aproximadamente 19h. No local, AntonioChicre Neto coordenou as equipes policiais, formadas por servidores lotados no Gabinete do Delegado-Geral Adjunto, DPM, Departamento de Polícia do Interior (DPI) e Comissão de Capacitação, Treinamento e Desenvolvimento (CCTD) da Polícia Civil do Estado.
“Este é um trabalho preventivo que estamos realizando com o intuito de reprimir a criminalidade nos terminais de transporte coletivo. Estamos abordando e revistando elementos em atitude suspeita e encaminhando à delegacia indivíduos nocivos à sociedade. Todas as pessoas oriundas do sistema penitenciário, que forem encontradas perambulando nesses lugares, serão recolhidas”, afirmou o delegado-geral adjunto.
Para a vendedora de loja de confecções Tatiane Mota, 42, a presença dos policiais civis no T1 deixou os usuários do transporte coletivo que estavam no local mais tranquilos. “O fato da polícia estar aqui inibe a ação de infratores, que aproveitam a hora de pico, quando muitas pessoas estão saindo do trabalho ou escola e retornando para casa, para cometer delitos. Hoje eu me sinto mais segura com os policiais civis aqui”, disse.

FOTO: Erlon Rodrigues / Assessoria de Imprensa da Polícia Civil do Estado do Amazonas.