Polícia Civil prende homem denunciado por descumprir medidas protetivas

A Delegacia Especializada em Crimes contra a Mulher (DECCM) cumpriu na tarde desta segunda-feira (27/8), por volta de meio-dia, no prédio da especializada, mandado de prisão preventiva em nome de um homem de 38 anos, denunciado por descumprir medidas protetivas impostas a ele.

A delegada Débora Mafra, titular da unidade policial, informa que a medida protetiva imposta a ele, em benefício da ex-companheira, uma mulher de 58 anos, foi requerida à Justiça após o infrator ameaçar a vítima de morte, porque ele não aceitava o término do relacionamento deles. Mafra ressaltou que a vítima nunca chegou a sofrer agressões físicas, mas que as ameaças eram constantes.

“A vítima nos relatou que já não aguentava mais a relação abusiva. Ele chegou a procurá-la por diversas vezes, sempre muito alterado. Em razão da perseguição sofrida, a vítima evitava ficar no sítio onde eles moravam juntos, na Comunidade Jefferson Peres, bairro Tarumã, zona oeste da cidade”, disse a titular da DECCM.

Débora Mafra ressaltou que, além de descumprir a medida protetiva, o homem tinha passagem pela polícia pela autoria de roubo, oito furtos, dois furtos tentados, dano e duas violações de domicilio, porém não foram expedidos mandados de prisão em nome dele, pelos crimes mencionados. “Ele já fugiu da cadeia e é considerado um sujeito perigoso. A ex-companheira dele nos relatou que ele a procurou cerca de oito vezes nos últimos tempos”, enfatizou.

A equipe da DECCM realizou buscas pelo infrator, inclusive na casa de familiares dele. Ao tomar conhecimento de que estava sendo procurado pela polícia, o infrator se deslocou, espontaneamente, até o prédio da DECCM, onde foi efetuada a prisão dele, em cumprimento ao mandado de prisão existente.

A ordem judicial em nome do infrator foi expedida no dia 23 de agosto deste ano, pelo juiz Alcides Carvalho Pereira Filho, no Plantão Criminal. Logo após a conclusão dos procedimentos cabíveis na DECCM, o infrator será levado ao Centro de Detenção Provisória Masculino (CDPM), onde irá ficar à disposição da Justiça.

FOTO: Divulgação/ Assessoria de Imprensa da Polícia Civil do Estado do Amazonas.