Polícia identifica moradores que invadiram delegacia e mataram preso em Borba

Dois dias após a Delegacia Regional de Borba ser invadida e um detento ser morto pela população revoltada, a Polícia Civil no Amazonas informou que foram identificadas algumas das pessoas envolvidas no linchamento.

O caso aconteceu na noite do último domingo (8). O preso morto era suspeito de matar a facadas e estuprar uma adolescente. A barbárie foi gravada por várias pessoas que acompanharam a invasão e a depredação do local.

As pessoas que agridem e depois jogam o corpo do preso no fogo aparecem em vídeos que mostram atos de vandalismo e ameaças aos policiais militares na cidade.

Um inquérito foi instaurado para apurar o caso. Até a manhã desta terça-feira (10), além da identificação dos suspeitos do linchamento, a polícia colheu depoimentos de familiares de Gabriel Lima Cardoso, que foi linchado.

Compartilhe