Polícia prende Buiú, homicida e assaltante procurado em Itacoatiara

Manaus – Investigadores da Equipe Coruja, da Delegacia de Polícia Civil de Itacoatiara, sob coordenação do Delegado Lázaro Mendes Neto, efetuaram na tarde do dia 30 de julho deste ano a prisão de Everaldo Barbosa da Silva, vulgo “Buiú”, 29 anos de idade, em cumprimento de mandado de prisão.

Buiú, que era considerado foragido desde fevereiro do ano passado e possui extensa ficha criminal na delegacia da cidade, é apontado como autor do homicídio de Luan Neves Ribeiro, 21 anos, ocorrido no dia 18 de fevereiro de 2017.

Segundo os depoimentos colhidos, o suspeito foi à casa de Luan acompanhado de mais quatro pessoas, o retiraram do local onde dormia, o levaram para uma área de mata próxima a um igarapé e o próprio Buiú o executou com um tiro na cabeça.

A morte teria ocorrido em virtude de um suposto furto de moto praticado pela vítima, tendo ainda passado na casa de Luan ao retornar da mata, saindo do local com pressa depois. A mãe de Luan relata que o encontraram sem vida pouco tempo depois.

Segundo o delegado Lázaro Mendes Neto, após o fato foram realizadas várias diligências para efetuar a prisão em flagrante do mesmo, porém este não foi encontrado, sendo representada então pela prisão do mesmo, que foi deferida pela Autoridade Judiciária, quando a equipe passou a fazer buscas.

Várias informações davam conta do paradeiro de Buiú, sendo que a equipe averiguou cada uma delas, até a tarde de ontem quando chegou a informação do paradeiro do mesmo, na casa de sua namorada, na Rua Eduardo Ribeiro – Bairro do Jauary I, onde o mesmo foi surpreendido pela equipe e recebeu voz de prisão. Buiú não esboçou reação.

Além do mandado de prisão pelo homicídio de Luan, constava também outro mandado por um roubo praticado no ano de 2016, onde segundo informações o mesmo teve participação direta.

Buiú será encaminhado após os procedimentos pertinentes à Unidade Prisional de Itacoatiara onde ficará à disposição da Justiça. O delegado Lázaro Mendes Neto ressalta que a prisão de Buiú foi importante para a elucidação dos fatos ora investigados e que ações do tipo vão continuar ocorrendo na cidade.

Compartilhe