Polícia prende integrante de quadrilha que matou três pessoas em Balbina, entre elas o segurança de João Branco

A polícia prendeu Edmar Pereira da Silva Neto, 21, o “Bity”, por envolvimento no triplo homicídio realizado em um sítio, na comunidade de Balbina, em Presidente Figueiredo, no dia 18 de março deste ano. O suspeito foi apresentado à imprensa na manhã desta quinta-feira (2).

Na ocasião do crime, uma das vítimas Alexandre Campos Lemos, o “Ala”, de 37 anos, segurança do narcotraficante João Pinto Carioca, o João Branco, um dos líderes da Família do Norte (FDN).

A investigação foi conduzida por policiais do Departamento de Repressão ao Crime Organizado (DRCO) e da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS) , que divulgaram um organograma de como a quadrilha se dividiu para executar o crime. Os bandidos estavam em vários carros.

“Bity” é ligado ao Comando Vermelho (CV), organização rival da FDN, e foi um dos executores. Ele estava em um Gol preto com Valdir, Soldado e 2K, criminosos de alta periculosidade. Segundo a Polícia, Gelson Lima Carnaúba, o Mano G, e Clemilson dos Santos Farias, o
“Tio Patinhas”, sao os atuais líderes do Comando Vermelho em Manaus. Ambos estão detidos em presídios federais.

Gelson Carnaúba, o Mano G, foi um dos fundadores da FDN, ao lado de João Branco e Zé Roberto da Compensa. Ele rompeu com a facção e assumiu uma rixa com os antigos comparsas, dando início à guerra entre as duas facções e uma lista vasta de mortos nos últimos meses.

Morte

O triplo homicídio e tentativa de homicídio ocorreram em 18 de março deste ano, em um sítio no KM 49 da rodovia estadual AM-
240, estrada do Distrito de Balbina. No mesmo mês, a Deus prendeu Adriel Sampaio Encarnação, 22, conhecido como “Cara de Pizza”, que também participou da execução de Ala e mais duas pessoas.

Cara de Pizza foi preso em março por envolvimento no crime
Compartilhe