Policiais Civis de Coari prendem homem por estupro de vulnerável

Erlande
Erlande Pereira Marques

A Polícia Civil do Amazonas, por meio da Delegacia Especializada de Polícia (DEP), do município de Coari, distante 363 Km em linha reta da capital, sob o comando da Titular, Delegada Ana Oliveira, prendeu na madrugada de hoje (9), o pintor Erlande Pereira Marques, 30, conhecido como “Peruano”, por crime de estupro de vulneral praticado contra uma menina de 12 anos de idade, em uma embarcação que seguia de Manaus para o município.

A embarcação Maresia 7, saiu de Manaus na última quarta-feira, dia 7, pela manhã, e viajavam a menina e a avó com destino ao município onde residem. O pintor se apresentou para ela e a avó como um empresário e que estaria indo até Coari para pescar, e que tentou agradá-las oferecendo alimentos.

Por volta de 2h de ontem (8), “Peruano” aproveitou que todos estavam dormindo, para se aproximar da menina e abusar dela. Conforme relatado em depoimento, ele tirou a roupa da criança, e introduziu os dedos no órgão genital da menina, e ao perceber que a menina acordou, saiu como se nada tivesse acontecido”, informou a Delegada Ana Oliveira.

Ao perceber o ato, a menina avisou a avó, que também avisou os familiares no município, e acionaram a polícia. “Quando fomos informados do acontecido, conseguimos uma embarcação, e interceptamos o barco, no meio do rio na madrugada de hoje (9), para efetuar a prisão do homem, e conduziu até a Delegacia do município”, informou a autoridade policial.

A avó da menina declarou em depoimento que teve que fingir que nada havia ocorrido até a chegada da polícia. Em depoimento a menina confirmou o estupro e informou que não percebeu o ato antes porque dormia profundamente.

A delegada encaminhará a menina ao Centro de Referência Especializado de Assistência Social (CREAS) do município. Erlande foi autuado em flagrante no crime de estupro de vulnerável (Artigo 217 do CPB), e após os procedimentos legais foi recolhido à Unidade Prisional de Coari, onde ficará à disposição da Justiça.