Policiais do DRCO prendem homem com 20Kg de drogas em embarcação

Marcondes Gomes
Marcondes Gomes

A Polícia Civil do Amazonas, por meio do Departamento de Repressão ao Crime Organizado (DRCO), com apoio de policiais civis do Grupo Força Especial de Resgate e Assalto (Fera), prendeu na manhã deste sábado, 28, um cabelereiro envolvido em uma ocorrência de tráfico de drogas. Marcondes Gomes, 32, foi preso por volta das 7h30 no porto da Ceasa, localizado na Rua Ponta do Vento, Bairro Mauazinho, zona Leste de Manaus.

A prisão aconteceu enquanto a guarnição policial do DRCO fazia um patrulhamento de rotina na área tendo em vista o número de denúncias que tem chegado à unidade policial. Em posse do homem, policiais encontraram cerca de 20 quilos de substância entorpecente com aparência de maconha, toda a droga estava escondida dentro da embarcação onde Marcondes estava viajando, um barco intitulado “Ana Caroline”.

Em depoimento, o homem alegou ter vindo de Santarém, no estado do Pará para trazer entorpecentes à Manaus, em troca de uma quantia em dinheiro. De acordo com o delegado responsável pela ação e autoridade titular do departamento, Rafael Allemand, as entradas fluviais da cidade, tem sido usado, por criminosos para a tentativa de passar ou receber drogas.

“Nem sempre há fiscalização interna nas embarcações que chegam aos portos da cidade e muitos traficantes aproveitam-se desse fator para, na maioria das vezes, chegar com drogas de outros municípios para Manaus. Junto com policiais do Grupo Fera fizemos ronda no local e rapidamente Marcondes mostrou atitude suspeita quando percebeu a presença dos policiais”, informou o delegado Allemand.

Marcondes Gomes foi encaminhado ao Departamento de Repressão ao Crime Organizado (DRCO), na sede da Delegacia Geral da PC-AM, na zona Centro-Oeste da cidade, onde passou pela realização de todos os procedimentos cabíveis.

Ele foi autuado pelo crime de tráfico de drogas e será encaminhado à Cadeia Pública Desembargador Raimundo Vidal Pessoa, onde permanecerá detido para responder pelo delito.

Compartilhe