Ponta Negra vai ganhar nova alça de retorno para tentar reduzir acidentes

Dentro de alguns dias, os motoristas que trafegam na área do Complexo Turístico Ponta Negra, zona Oeste, vão ganhar o reforço de uma nova alça de retorno, que completa o projeto de infraestrutura de trânsito planejado com a intenção de reduzir o número de acidentes de trânsito naquela área. O retorno espelha a primeira alça, no sentido São Jorge, que já funciona desde 2013, nas proximidades do Shopping Ponta Negra.

Nesta quarta-feira, 13/6, o prefeito de Manaus, Arthur Virgílio Neto, foi ao local para acompanhar a fase de concretagem da alça. “Nós temos aqui uma concretagem muito forte, um trabalho de drenagem excepcional e estamos muito prontos. Essa obra vai ser muito benéfica ao trânsito”.

O projeto foi desenvolvido pelo Instituto Municipal de Engenharia e Fiscalização do Trânsito (Manaustrans), em parceria com a Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seminf), com base em estudos que demonstram riscos de acidentes de trânsito em consequência de manobras irregulares e retornos proibidos, no trecho entre o shopping e a bola da Ponta Negra. A primeira etapa, para favorecer o retorno de que vem do bairro do São Jorge em direção à Ponta Negra, mas quer voltar ao sentido São Jorge, foi realizado ainda no primeiro ano da administração do prefeito Arthur Neto, em 2013.

SONORA: Kelton Aguiar – Sec. Seminf
“Essa segunda etapa é um espelho da anterior, no sentido inverso, ou seja, vai atender a quem vem da Ponta Negra e quer retornar a ela”.

Ainda segundo o secretário, a próxima etapa agora é a cura da concretagem que, seguindo as orientações técnicas, deve aguardar um período de 28 dias. Os demais detalhes serão concluídos para que as outras secretarias atuem. No local a prefeitura, por meio da Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semmas) vai realizar um trabalho de paisagismo.

Desde a última segunda-feira, 11/6, quando lançou o Plano de Obras do Verão, o prefeito de Manaus tem percorrido a cidade acompanhando os vários canteiros de obras. O Plano, com recursos de R$ 320 milhões, vai contemplar aproximadamente 10 mil ruas, com serviços de asfalto, tapa-buraco, drenagem superficial e profunda, além do acompanhamento de outras secretarias e da Ageman, para regularização dos serviços concedidos, como água e luz. A prefeitura também vai instalar LED, onde o serviço ainda não existe. “Chegou o verão, um pouco atrasado, mas é assim mesmo. Eu estou pronto. Vamos fazer o que tiver que fazer, tenho convicção disso”.