Porteiro de escola pública é preso denunciado por abusar sexualmente de aluno de 9 anos

A Polícia Civil do Amazonas (PC-AM), por meio da equipe de investigação da Delegacia Especializada em Proteção à Criança e ao Adolescente (Depca), sob o comando da delegada Joyce Coelho, titular da unidade policial, cumpriu por volta das 10h de quarta-feira (13/06), mandado de prisão preventiva por estupro de vulnerável em nome do porteiro José Rômulo do Oliveira, 49, denunciado por ter violentado sexualmente um estudante de nove anos, aluno da escola onde o infrator trabalhava, situada no bairro Jorge Teixeira, zona leste de Manaus.

De acordo com a autoridade policial, a vítima afirmou que o crime aconteceu no dia 6 de junho deste ano, no banheiro da escola da rede pública onde o menino estuda e José Rômulo trabalhava. O estudante do Ensino Fundamental relatou, em depoimento, que o infrator o agarrou pelo braço e, em seguida, o violentou sexualmente. O abuso foi confirmado por laudo emitido pela equipe do Instituto Médico Legal (IML). “Após a constatação do fato, representei à Justiça o pedido de prisão temporária em nome do infrator, mas o juiz determinou a prisão preventiva de José Rômulo. O documento foi expedido no dia 12 de junho deste ano, pelo juiz Celso Souza de Paula, no Plantão Criminal. Dessa forma, prendemos o porteiro na casa dele, no Conjunto João Paulo, bairro Jorge Teixeira”, explicou a delegada.

José Rômulo foi indiciado por estupro de vulnerável. Após os procedimentos cabíveis na especializada, o homem será encaminhado ao Centro de Detenção Provisória Masculino (CDPM), no quilômetro 8 da rodovia BR-174 (Manaus – Boa Vista), onde irá permanecer à disposição da Justiça.

FOTO: DIVULGAÇÃO/PC-AM