Prato cidadão já entregou quase 390 mil refeições em Manaus

O Governo do Estado, por meio da Secretaria de Assistência Social (Seas), disponibiliza ao amazonense, três restaurantes populares onde o cidadão pode adquirir uma refeição nutricionalmente balanceada a preço acessível, todos eles em Manaus. Batizado de Prato Cidadão, essas unidades no total servem diariamente cerca de 1 mil e 300 refeições prontas ao custo de R$ 1 cada. Desde outubro de 2017, 386.869 refeições foram servidas nos restaurantes mantidos pelo Estado.

Situados em locais de grande circulação de pessoas – no Centro e nos bairros de Novo Israel, zona norte da capital, e Compensa, zona oeste – esses restaurantes públicos populares fazem parte do Projeto Garantia do Direito Humano à Alimentação Adequada e possuem dois equipamentos, o Prato Cidadão e o SOS Cidadão. Voltados para atender pessoas do segmento mais vulnerável, proporcionam alimentação saudável e contribuem para a elevação de sua qualidade de vida.

De acordo com a titular a Seas, Mônica Mendes, esse benefício disponibilizado à pessoas que se encontram em situação de insegurança alimentar, principalmente pessoas de baixa renda, e faz parte da política de inclusão social. “Garantir o acesso ao alimento sadio servido em ambiente apropriado não só diminui o risco à saúde como traz dignidade ao cidadão”, ressalta.

Há nove anos José Ribeiro Aguiar, 70 anos, almoça diariamente no Prato Cidadão Compensa. “Além da comida, que acho excelente, o ambiente e as pessoas que encontro também me fazem voltar”, confessa. Já para Maria Neide da Silva, de 63 anos, frequentadora há três anos dessa mesma unidade do Prato Cidadão, juntamente do filho deficiente, o benefício é muito bem-vindo. “Facilita demais a minha vida já que três vezes por semana tenho que trazê-lo para sessões de fisioterapia aqui perto”, explica a senhora.

Segundo a secretária, o perfil do usuário do Prato Cidadão é o da pessoa que atua ou transita na área e faz refeições fora de casa. Para essas pessoas, o valor economizado ao pagar a principal alimentação do dia pode ser direcionado para outras necessidades. “Por questões de orçamento o usuário está substituindo refeições por lanches rápidos comprometendo muitas vezes a saúde, com isso o Prato Cidadão torna-se uma alternativa barata, mas representativa ”, informa Mônica.

Ações de Cidadania – Com a colaboração de parceiros, a Seas realizou nas unidades do Prato Cidadão, um curso de primeiros socorros, que foi ministrado pelo Corpo de Bombeiros Militar do Amazonas (CBMAM) e que reuniu 104 pessoas. Na continuação, a unidade da Compensa em parceria com a Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), ofereceu vacinação contra o sarampo beneficiando a 80 usuários. Nesse período, a unidade ainda promoveu uma palestra sob o tema “Conscientização do Diabetes”, proferida pelo residente de Medicina, Lucas Medeiros. Para comemorar com os usuários o 14º aniversário do Prato Cidadão Novo Israel, além de almoço especial com música ao vivo, o público contou com serviços de manicure, massoterapia e maquiagem.

SOS Cidadão – Visando atender um público mais vulnerável, ainda como parte integrante desse projeto, o SOS Cidadão beneficia pessoas e famílias carentes fornecendo sopa, grátis, servida uma vez ao dia. Funcionando em três pontos, no loteamento Rio Piorini, nas comunidades Parque São Pedro e Alfredo Nascimento, foram servidas diariamente em torno 3 mil e 700 porções, que são consumidas no local pelos atendidos ou levadas, em embalagens apropriadas, para a alimentação de suas famílias. O governo já entregou 770 mil e 936 sopões, no total.

Prato Cidadão Alvorada – O Prato Cidadão da Alvorada, bem como os outros restaurantes populares, mantidos pelo Governo do Estado do Amazonas, conta com empresas parceiras que colaboram com os seus custos. Devido ao aumento no valor do aluguel em quase 150% a empresa que arcava com esse custo não conseguiu suportar o encargo e foi obrigada a suspender temporariamente as atividades.

De acordo com a secretária Mônica Mendes, a equipe técnica da Seas, juntamente de lideranças comunitárias do bairro já iniciou buscas por um novo espaço, para que o restaurante do Alvorada seja reaberto naquela localidade o mais breve possível. “Sendo a zona centro oeste uma das mais populosas de Manaus, não podemos deixar os usuários sem esse importante suporte”, reforça.

Para ter acesso ao benefício do Prato Cidadão, basta chegar a uma das unidades e fazer o cadastro mediante a apresentação de Carteira de Identidade, CPF e comprovante de residência. As fichas que dão direito à refeição podem ser adquiridas a partir das 8h30, todos os dias, nos três locais, de segunda à sexta-feira. As refeições são servidas entre as 11h e 13h. Para utilizar o benefício do SOS Cidadão o usuário também necessita efetivar o cadastro nos mesmos moldes do Prato Cidadão, de segunda à sexta-feira, de 12h às 15h, no próprio SOS Cidadão. Aos sábados o funcionamento é diferenciado, abrindo às 9h e encerrando às 13h.

FOTO: DANIEL FRANCO/SEAS