Prefeito de Manaus decreta estado de emergência por falta de combustível

A prefeitura de Manaus decretou na noite desta sexta-feira (25) estado de emergência por falta de combustíveis, em decorrência da greve de caminhoneiros. O anúncio foi feito pelo prefeito Arthur Virgílio Neto. Entre as medidas de contingenciamento estão garantir a manutenção dos serviços essenciais no município, entre eles:

Atendimento médico de urgência e emergência por meio do Samu; Funcionamento da maternindade Moura Tapajóz; Transporte coletivo; coleta de lixo; Infraestrutura; Defesa Civil; Guarda Municipal.

A prefeitura também criou o Gabinete de Crise para cuidar da adoção de medidas administrativas e judiciais para manter os serviços públicos essenciais.