Dezenas de professores se reuniram na manhã desta terça-feira (12), em frente a sede da Secretaria Municipal de Educação, na avenida Maceió, zona Centro -Sul de Manaus, em manifestação.

Os profissionais da educação paralisaram o trânsito na área e fecharam uma das vias da avenida, que recebe diariamente um fluxo grande de veículos. O trânsito ficou congestionado e os motoristas que passaram  o local tiveram que ter paciência. Agentes do Instituto Municipal de Engenharia e Fiscalização do Trânsito de Manaus (Manaustrans) foram acionados para orientar os condutores.

O Trânsito ficou congestionado na Maceió – Fotos Divulgação

A principal reivindicação da categoria é a destinação da verba do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb). Os professores questionaram a resposta do prefeito de Manaus, Arthur Neto, que teria dito que só vai pagar o investimento aos professores de escolas que atingiram a média da Provinha Brasil.

Os professores chegaram a fechar a via em protesto

Recurso

Mais de 10 mil educadores da rede municipal de Ensino, entre professores e administrativos, serão beneficiados com ganhos salariais de R$ 5 mil a R$ 15 mil anuais. A Prefeitura de Manaus começou o reenquadramento dos servidores da Semed, bem como o pagamento da progressão de titularidade e tempo de serviço com o recurso.