Reajuste salarial de 24% a policiais militares e bombeiros é aprovado

Os bombeiros e policiais militares do Amazonas terão 24% de reajuste salarial. O Governo do Amazonas conseguiu aprovar, nesta quinta-feira (05/07), na Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas (Aleam), o Projeto de Lei que recompõe as perdas acumuladas de 2015 a 2018, conforme proposta do Governo do Estado na Mensagem 59/2018.

O projeto agora segue para a sanção do governador Amazonino Mendes. O reajuste será feito em três parcelas, sendo a primeira de 4,08% com data retroativa a 1º de abril de 2018, referente ao ano de 2017. Já as datas-bases de 2015 a 2018, de 10,8%, serão pagas em abril de 2019. A terceira parcela, de 9,27%, será paga em abril de 2020, referente às datas-bases de 2019 e 2020.

A nova tabela prevê remuneração total, incluindo soldo, gratificação de tropa e outros, no valor de R$ 2.263,05 para alunos soldados, de R$ 4.464,87 para soldados e de R$ 5.714,12 para cabos.

O reajuste reforça a política de valorização dos servidores da segurança pública iniciada pelo governador Amazonino Mendes, assegurando em lei o pagamento das pendências deixadas pelos governos passados.

Promoções e benefícios – Desde que assumiu o governo, em outubro do ano passado, Amazonino Mendes concedeu promoção a 6.331 policiais militares, a maior quantidade da história, zerando as promoções pendentes de 2014 a 2018. Bombeiros também foram promovidos. Além disso, PMs e bombeiros também passaram a receber auxílio-fardamento de R$ 2,7 mil e tíquete-alimentação e auxílio-moradia, ambos no valor de R$ 600.

Polícia Civil – Em abril, o governador assinou o decreto de reenquadramento dos delegados de carreira da Polícia Civil, promovendo cem policiais à terceira classe. Agora, a terceira classe conta com 177 delegados no Estado. Em dezembro de 2017, a quinta classe do quadro delegados da PC já havia sido extinta, beneficiando 188 delegados.

Conforme a mensagem Governamental n⁰ 03/2018, o reajuste será de 11% para a categoria de escrivães e investigadores. De 2019 a 2021, haverá um aumento escalonado para esses servidores, que totalizará 23% de reajuste, recompondo as datas-bases não cumpridas em 2015, 2016 e 2017.

Além do reajuste, o projeto de lei também reestruturou a atividade-meio da instituição, incorporando servidores administrativos que pertenciam a outros órgãos estaduais no quadro da PC, permitindo o enquadramento deles no PCCR da instituição.

Em fevereiro, a Aleam aprovou a Mensagem Governamental 20/2018, que garante aumento salarial de 42% para peritos criminais, legistas e peritos odontolegistas da Polícia Civil. No mês anterior, o governador Amazonino Mendes já havia autorizado o reajuste aos servidores do Departamento de Polícia Técnico Cientifica do Amazonas (DPTC-AM), que estavam há quatro anos sem aumento salarial.

Nova viaturas – A política de valorização da segurança ocorre tanto na melhoria salarial dos servidores quanto na estrutura das polícias. Há duas semanas, no dia 21 de junho, o Governo do Estado entregou mais 141 novas viaturas às forças de segurança, sendo 44 para o interior do Estado. A renovação beneficiou as polícias Militar e Civil, Corregedoria Geral do Sistema de Segurança, Departamento Estadual de Trânsito (Detran) e Secretaria Executiva Adjunta de Inteligência (Seai).

Desde outubro de 2017, Amazonino Mendes já entregou mais de 370 novos veículos, reforçando o patrulhamento ostensivo em Manaus e nas cidades interioranas. Mantém ainda um convênio com a Senasp, por meio do qual, já foram doados veículos as forças de segurança.

Reajuste da PM será em 3 vezes
Parcela 1: 4,08% a contar de abril de 2018
Parcela 2: 10,85% a contar de 1º de abril de 2019
Parcela 3: 9,27% a contar de 1º de abril de 2020