Satisfação com o coaching é maior no Brasil do que na média mundial, mas exigência de certificação também

Foto: Comstock

Pesquisa global aponta os principais benefícios do coaching para os brasileiros, comparados aos demais países

Uma pesquisa realizada pela International Coach Federation (ICF) mostra que a satisfação com o coaching no Brasil supera os indicadores obtidos na média mundial, mas a exigência de certificação do coach profissional também é mais elevada. O estudo ouviu mais de 27 mil pessoas em 30 países, entre clientes e profissionais de coaching.

Perguntados se sabem qual é o campo de atuação do coaching, 70% dos brasileiros responderam que sim, contra 66% da média mundial. O grau de participação neste processo também é maior no Brasil (52% dos entrevistados locais já receberam orientação de um coach, ante 35% nos outros países).

Entre as pessoas que nunca passaram por um programa de coaching, 49% dos brasileiros dizem que pretendem experimentar o método (também acima da média mundial de 48%).

Por sua vez, os que já foram atendidos por um coach revelam os objetivos que os levaram a procurar estes profissionais. Os motivos mais relevantes para os brasileiros são: otimizar o trabalho individual ou em equipe (46% no Brasil contra 40% no mundo); aumentar a produtividade (40% contra 38%); ampliar as oportunidades de carreira (37% contra 35%); aprimorar estratégias de gestão (34% contra 32%) e melhorar o equilíbrio entre carreira e vida (36% contra 34%).

Ao listar os impactos do coaching em suas vidas ou carreiras, os brasileiros apontam a seguinte ordem: otimizou o desempenho individual ou em equipe (46% contra 38% no resto do mundo); aumentou a produtividade (44% contra 39%); aprimorou habilidades de comunicação (44% contra 42%) e ampliou oportunidades de carreira (34% contra 29%).

Em suas avaliações sobre o coaching, 54% dos entrevistados brasileiros se declararam muito satisfeitos com o processo pelo qual passaram – contra 43% da média mundial.

Por fim, 53% dos brasileiros que já passaram por este programa classificam como muito importante a certificação do coach profissional – contra 40% da média global.

Entre os que nunca participaram de um processo de coaching, a percepção também é a mesma: 88% dos brasileiros consideram importante ou muito importante a certificação do coach profissional, contra 75% da média mundial.

“Este estudo demonstra que os brasileiros estão mais satisfeitos com os processos de coaching do que em outros países, mas que também são mais exigentes com relação à formação do profissional. A soma destes dois fatores pode explicar porque o grau de satisfação é maior no Brasil”, analisa Iaci Rios, diretora da Erickson International no Brasil, escola especializada em formação em coaching.

Sobre o Erickson International

Fundado em 1980 no Canadá, o Erickson International é uma organização mundial de educação que oferece programas de formação em coaching e desenvolvimento humano em mais de 30 países, nos cinco continentes.

No Brasil, o Erickson International é representado pela IMR Coaching, dirigida pela psicóloga Iaci Rios, que tem mais de 30 anos de carreira em Gestão de Recursos Humanos e Coaching Executivo.