SENAI recebe prêmio nacional pelo programa PSAI

O Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI Amazonas), por meio do Programa SENAI de Ações Inclusivas (PSAI), receberá no dia 14 o Prêmio Ser Humano Oswaldo Cecchia 2018, na modalidade Sustentabilidade. A entrega será realizada na São Paulo Expo, durante a programação do Congresso Nacional sobre Gestão de Pessoas (CONARH 2018).

O prêmio é uma iniciativa da Associação Brasileira de Recursos Humanos (ABRH-Brasil), que reconhece as melhores práticas de gestão e estratégias relevantes de formação e promoção humana. Estratégia pela qual as organizações retornam para a sociedade um valor adicional àquele já previsto em sua razão social, por meio de ações efetivas, que tragam resultados mensuráveis para todos envolvidos.
O PSAI foi criado com o objetivo de promover o acesso e a inclusão de pessoas em situação de vulnerabilidade pessoal e social, nos cursos de educação profissional, qualificando para o mercado de trabalho. De acordo com a psicóloga e interlocutora do PSAI no Amazonas, Tatyanne Santos, a cada ano, o programa vem fortalecendo suas ações no Departamento Regional, ampliando seus atendimentos e sua rede de apoio.

O PSAI já atendeu mais de duas mil pessoas desde a sua implantação em 2001 nas vertentes: gênero, etnia/raça, maturidade/idosos e pessoas com deficiência, com o objetivo de garantir os processos de ensino e aprendizagem, com ambientes adequados e docentes preparados para atuarem com a diversidade, reconhecendo as especificidades e peculiaridades de cada sujeito.

O escopo do programa abrange um conjunto de ações que orientam e implementam o processo de inclusão com adequação de currículos e cursos; Prática docente – Situações de Aprendizagem Desafiadoras (MSEP); Adequação da Avaliação e Certificação para pessoas com deficiência; Sistema de Avaliação da Educação Profissional e Tecnológica adequados; Capacitação de Docentes em temas da inclusão e diversidade; Metodologia SESI/SENAI de Gestão e Qualificação Profissional para Inclusão da Pessoa com Deficiência na Indústria; Olimpíada do Conhecimento Inclusiva; e Assessoria para Organizações Governamentais e Não Governamentais em capacitação, método de adequação e emprego apoiado voltado à inclusão e diversidade.

A psicóloga Tatyanne Santos explica que tais iniciativas fazem parte da proposta de integração das ações e práticas que garantem a efetividade dos processos de inclusão e reconhecimento da diversidade.

Em 2017 o SENAI Amazonas ganhou o primeiro lugar na etapa estadual do Prêmio Ser Humano Ozeneide Casanova Nogueira, promovido pela ABRH Amazonas.