Serviço de UTI Aérea vai funcionar durante o 53º Festival Folclórico de Parintins

A Secretaria de Estado de Saúde (Susam) oferecerá serviço de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) Aérea nas três noites do 53º Festival Folclórico de Parintins 2018 – 29/06, 30/06 e 1º/07. A medida faz parte do plano de ações da saúde na cidade de Parintins durante a festa e foi apresentada nesta quinta-feira (21/06) durante reunião dos órgãos que integram o Plano Operacional de Segurança do festival, coordenado pelo Centro Integrado de Comando e Controle (CICC).

Também nesta quinta-feira, o secretário estadual de Saúde, Francisco Deodato, esteve em Parintins para inspecionar a estrutura montada para o evento. Ao lado do prefeito Bi Garcia, ele inspecionou obras que estão sendo realizadas pelo Governo e a Prefeitura e verificou a estrutura de saúde que está sendo montada para o festival. O investimento total do Governo do Amazonas em Parintins, este ano, será de aproximadamente R$ 60 milhões.

“Estamos montando uma ação que visa o atendimento no Bumbódromo e nas duas unidades hospitalares (Hospital Padre Colombo e Hospital Jofre Cohen), prevendo também um sistema de remoção de pacientes, se for necessário, por via aérea. Estamos tomando todas as providências que o setor de saúde precisa para atender aos visitantes e moradores de Parintins, sobretudo, dando suporte durante a festa para que todos possam aproveitá-la com tranquilidade. Torcemos para que toda essa infraestrutura não seja necessária. Se for, estaremos prontos. Estamos reforçando a equipe local e o que for necessário para apoiar o município, conforme determinação do governador Amazonino Mendes”, disse o secretário, durante visita ao Bumbódromo.

Plano Operacional Integrado – Em Manaus, na reunião dos órgãos que integram o Plano Operacional de Segurança do festival, a secretária de Atenção Especializada do Interior (SEA Interior) da Susam, Edylene Pereira, ressaltou que a estrutura da secretaria instalada na cidade contará com uma UTI no Hospital Jofre Cohen, mas, na ocorrência de casos graves, que precisem ser transferidos para Manaus, o serviço de UTI Aérea estará à disposição.

“Nas situações de maior gravidade, estaremos preparados com a UTI Aérea. Nos demais casos, os profissionais de Manaus que estão indo para o município e as equipes locais estarão preparados para atender”, explica Edylene.

De acordo com Edylene, nos três dias de apresentações dos bois, a aeronave ficará baseada no aeroporto de Parintins, das 17h até 1h do dia seguinte. A partir deste horário, a aeronave retorna para Manaus, ficando de sobreaviso até o horário de voltar para o município novamente.

A equipe da UTI Aérea é composta por um médico e um enfermeiro, mais piloto e copiloto. Diariamente, a Susam oferece o serviço aéreo para pacientes em estado grave, internados no interior, que necessitam de atendimento especializado em Manaus.

Neste sábado (23/06), a equipe da Susam que atuará em Parintins começa a desembarcar na cidade. São profissionais de logística que chegam com equipamentos para reforçar a estrutura de saúde durante o Festival.

Serviços – A Susam vai instalar quatro postos de atendimentos na cidade de Parintins. Dois funcionarão no Bumbódromo, um no Hospital Jofre Cohen e outro no Hospital Padre Colombo. Nestes pontos, a secretaria atuará com profissionais das áreas de cardiologia, cirurgia geral, enfermagem, neurologia, pediatria, anestesia, oftalmologia e infectologia.

No Hospital Jofre Cohen, a Susam também irá montar uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI), para atendimento aos casos mais graves. A UTI funcionará com médicos e enfermeiros intensivistas, atuando 24 horas, em regime de plantões.

A estrutura de atendimento contará, ainda, com o reforço de três ambulâncias. Dois dos veículos atenderão as intercorrências no Bumbódromo. O terceiro ficará de prontidão no aeroporto do município.

Medicamentos – Para atender aos serviços dos quatros postos de emergência, UTI e ambulâncias, a Susam enviará ao município, por meio da Central de Medicamentos (Cema), 333 itens, entre materiais, medicamentos e equipamentos químico-cirúrgicos.

Vigilância – Na área epidemiológica, o trabalho será desenvolvido com o reforço de seis técnicos da Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas (FVS-AM) e mais quatro do Ministério da Saúde, que serão deslocados para o município.

Técnicos da FVS já realizaram capacitação de equipes do município, no mês de maio, para que possam desenvolver as ações planejadas para o período do festival. Conforme explica Bernardino, a programação da FVS em Parintins será realizada de forma integrada, entre os técnicos estaduais, municipais e federais.

DST/Aids – A Fundação de Medicina Tropical Dr. Heitor Vieira Dourado (FMT-HVD) vai integrar as ações da Susam em Parintins, com quatro profissionais da Coordenação Estadual de DST/Aids e Hepatite Virais. O apoio da coordenação estadual nas ações de prevenção às IST, HIV, Aids e Hepatites virais em Parintins inicia já no dia 26, com apoio ao “IIº Seminário LGBT – Atualidades e Perspectiva dos Direitos Humanos e da Sexualidade, Gênero e na Área da Saúde”.

Ainda no dia 26, a equipe participará de reunião com gestores e equipes locais de saúde para discutir a metodologia que será utilizada nas abordagens de distribuição de material de prevenção durante a festa, como preservativos, gel lubrificante e folhetos informativos. O material começa a ser distribuído a partir do dia 28, na Festa dos Visitantes, em horários e locais estratégicos da cidade. A estimativa é que sejam distribuídos 60 mil preservativos, 80 mil unidades de gel lubrificantes e 10 mil ventarolas (abanador de papel).

Hemoam faz campanha – A Fundação Hospitalar de Hemoterapia e Hematologia do Amazonas (Hemoam) realiza em Parintins a campanha “Capriche Doando para Garantir a Vida”. A ação iniciou dia 11 e encerra nesta sexta-feira (22/06), e tem como foco a captação de doadores, antes da realização do festival.

A campanha é realizada no Banco de Sangue Doutor Amilcar Monte Rey, ponto de coleta do Hemoam no município, localizado na rua Pedro Ferreira Gonçalves, n° 1771, conjunto Macurany. A captação de doadores ocorre das 8h às 17h. A programação tem a parceria da Prefeitura de Parintins e Secretaria Municipal de Saúde.

Para doar sangue a pessoa precisa apresentar documento oficial com foto e ter entre 18 e 69 anos. Menores de idade também podem doar, mas devem ter autorização dos pais ou responsáveis. O doador precisa estar bem de saúde e não ter ingerido bebida alcoólica nas últimas 12 horas anteriores à doação. Não é preciso estar em jejum para doar sangue.

FOTO: BRUNO ZANARDO/SECOM