Sidney Leite pede ao ministro dos transportes recuperação da BR-319

A recuperação e reabertura definitiva da rodovia BR-319 (Manaus/Porto Velho) mais a situação dos portos no interior do Amazonas foram as principais solicitações apresentadas pelo deputado estadual Sidney Leite (PSD) ao ministro dos Transportes, Valter Casemiro Silveira, nesta quinta-feira (9), na Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas (Aleam).

Presente na capital amazonense para receber o título de cidadão honorário, Valter Casemiro ouviu do parlamentar um relato sobre a importância econômica e de integração social, da estrada para o Estado, principalmente para a população que reside nos municípios do interior.

“Há décadas esta demanda está na pauta do Ministério dos Transportes, mas a cada novo governo não sai do papel. Morar no interior do Amazonas é teimar em viver porque além do isolamento, não se pode escoar sequer o que produzem além de não conseguir exercer o direito de ir e vir”, alertou Sidney Leite, ao acrescentar que os pequenos reparos e manutenções feitos na estrada são desfeitos na temporada de chuvas da região.

“Não podemos mais ficar neste faz de conta. É o momento de um olhar mais criterioso e vontade política para tornar a BR-319 uma realidade”, afirmou o deputado.

Portos

Sidney Leite também requereu ao ministro, ações e projetos voltados aos portos no interior do Estado e também a construção de um novo terminal no Município de Tabatinga (a 1,1 mil quilômetros de Manaus), como forma de ampliar as fronteiras e a área de atuação do Polo Industrial de Manaus (PIM).

Na avaliação do deputado, um porto em condições reais de operação de passageiros e cargas em Tabatinga é estratégico para integrar países como Colômbia, Bolívia, Peru e Equador à economia do Amazonas.

“Nosso Estado tem uma das maiores arrecadações tributárias federais, mas é um dos campeões em pobreza. Criando novos modelos e alternativas econômicas fora da capital será possível equilibrar esta balança que é historicamente desfavorável para as mulheres, homens, jovens e crianças que habitam essa região”, explicou Sidney Leite.

Texto: Assessoria do Deputado