Sinait produz série novos filmes sobre o combate ao trabalho escravo

São quatro vídeos que podem ser vistos em conjunto ou de forma independente, contando a história da fiscalização da escravidão contemporânea e dando a dimensão da realidade deste crime no Brasil

Por Nilza Murari

O Sindicato Nacional dos Auditores Fiscais do Trabalho – Sinait divulga e disponibiliza uma série de quatro novos vídeos sobre o combate ao trabalho escravo contemporâneo no Brasil, realizado pelos Auditores-Fiscais do Trabalho. O objetivo é atualizar informações sobre o tema, do ponto de vista da fiscalização, uma vez que os vídeos existentes até aqui já estavam bastante defasados em seu conteúdo.

Os filmes partiram do roteiro da Assessoria de Comunicação do Sinait e da diretora de Comunicação Ana Palmira Arruda Camargo. Produção, filmagem e edição ficaram a cargo da Mandalla.com.

O argumento foi desenvolvido via depoimentos de Auditores-Fiscais do Trabalho envolvidos com o tema. As imagens que ilustram as películas são de Sérgio Carvalho, Auditor-Fiscal que integra equipes do Grupo Especial de Fiscalização Móvel do Ministério do Trabalho, ou, simplesmente, Grupo Móvel.

Diante do vasto material, a opção foi segmentar os assuntos. O resultado foram três vídeos de curta duração, com cerca de 3 minutos, e um mais longo, com 11 minutos. Abordam o trabalho degradante, as atribuições dos Auditores-Fiscais do Trabalho, as normas e instrumentos de proteção aos trabalhadores, além de uma contextualização geral desde a formação do Grupo Móvel em 1995 até os dias de hoje.

Foram convidados para participar o presidente do Sinait, Carlos Silva, a diretora Vera Jatobá, o Delegado Sindical de Santa Catarina, Lucas Reis, e os Auditores-Fiscais Lívia Ferreira, Marinalva Dantas e Sérgio Carvalho.

O conjunto dos filmes conta uma história completa, rica em detalhes. Os Auditores-Fiscais contam passagens reais que encontraram nas fiscalizações de que participaram e também dão suas impressões e informações acerca da atividade da fiscalização, aspectos legais e políticos. Não há prejuízo na apresentação dos vídeos em separado. São peças segmentadas e autônomos, completas dentro do tema que abordam.

O Sinait vai trabalhar as peças institucionalmente, em eventos, solenidades, cursos de formação. As Delegacias Sindicais, igualmente, poderão utilizar os filmes didaticamente, para divulgar o trabalho da Auditoria-Fiscal do Trabalho.

“O trabalho escravo ainda é um tema envolto em mitos. Os depoimentos mostram, entretanto, o quanto ele é real e está presente no quotidiano da população, muito mais perto do que muita gente imagina”, diz Carlos Silva. Mostrar isso ao cidadão comum é o desafio que está colocado, mostrando o quanto o combate ao trabalho escravo contemporâneo se relaciona com direitos sociais, trabalhistas e humanos, em dimensão multisetorial.

Os vídeos estão disponíveis no site www.trabalhoescravo.com.br e no Canal do Sinait no Youtube, onde poderão ser vistos também outros filmes sobre assuntos diversos. Inscreva-se no canal.