Sinapse financia criação de linha de produtos de automação e inteligência artificial

O Eletron Vision foi um dos 28 projetos aprovados no âmbito do Sinapse de Inovação, parceria firmada entre Fapeam e Certi

Imagine ligar a TV ou mesmo o ar-condicionado apenas por comando de voz pelo próprio aparelho celular e ainda, ter acesso a essa tecnologia a um custo relativamente baixo. Essa é a proposta da start up KAWTech (antiga Amazon Smart House), uma das beneficiadas com financiamento do Programa Sinapse de Inovação, da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas (Fapeam).

Inicialmente pensado para o desenvolvimento do aplicativo de automação residencial, denominado Eletrovision, o projeto da start up deu um salto significativo e hoje, conta com uma linha de produtos de automação de dispositivos, cujo lançamento ocorrerá nos próximos meses.

O mix de produtos é composto pelo IZLight, IZPower e IZBox, voltados, respectivamente, ao controle de interruptores, iluminação e aparelhos eletroeletrônicos – o carro-chefe da linha. Esses itens funcionarão integrados ao aplicativo de automação residencial, que permitirá aos usuários controlar dispositivos elétricos, entre os quais, luzes, portões, condicionadores de ar e televisores.

Os produtos foram baseados na chamada inteligência artificial. Isso significa que, na medida em que for sendo utilizado, o app passa a armazenar padrões de informação e a gerar recomendações, as quais serão obedecidas pelos aparelhos e dispositivos conectados aos produtos da linha IZ. “O aplicativo pode armazenar a informação de que todos os dias, às 6h, a luz do pátio é desligada, então, o sistema indaga se o usuário tem interesse que o desligamento ocorra automaticamente, se houver concordância, chegará o momento que não mais será preciso a interação para que a luz seja desligada”, explica o engenheiro de Telecomunicações da empresa, Alex Monteiro, que apresentou os produtos e a tecnologia envolvida em recente seminário de avaliação de projetos do Sinapse.

Outro aspecto a ser destacado é o fato de que a linha de produtos utiliza comunicação infravermelha. Tal padrão possibilita ativar conexões entre dispositivos de maneira a reduzir a demanda de energia. Além disso, o mix foi pensado de maneira a permitir o uso da infraestrutura que os usuários dispõem na própria residência, incluindo tomadas, interruptores e até rede sem fio. “O serviço de uma empresa de automação, hoje em dia, é muito elevado. Pessoas com poder aquisitivo inferior ou mediano não têm condições de ter acesso a esse tipo de tecnologia, então, nossa intenção é também atingir a esse público, uma vez que a tecnologia pode ser adquirida a um valor mais acessível”, frisa o engenheiro.

A linha de produtos oferece benefício adicional. Por serem modulares e integráveis, os produtos não precisam ser adquiridos de uma só vez. Poderão ser comprados de acordo com a necessidade do cliente e assim, vão sendo integrados se ao sistema concomitantemente. Monteiro esclarece ainda que, como o foco do sistema é automatizar dispositivos, a população poderá encontrá-los facilmente, após o lançamento, em estabelecimentos varejistas, como supermercados e lojas de material de construção.

O projeto está em fase final de testes. Posteriormente, passará à etapa de certificação junto ao Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro) e Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel). Finalizadas essas duas fases, o mix IZLight, IZPower e IZBox estará disponível para comercialização.

O coordenador do projeto, Wesllen Sousa Lima, destaca a importância do investimento da Fapeam, por meio do Sinapse, para viabilização do projeto. Ele ratifica ainda que a start up está à disposição para novas parcerias e que a expectativa é lançar o produto no mercado até o segundo semestre de 2019.

O Eletron Vision foi um dos 28 projetos aprovados no âmbito do Programa Sinapse da novação, resultado da parceria firmada entre o Governo do Amazonas, por meio da Fapeam, com a Fundação Centro de Referência em Tecnologias Inovadoras (Certi). O objetivo do programa é transformar ideias inovadoras em negócios de sucesso, além de fortalecer o empreendedorismo, cenário inovador e econômico no Amazonas.

FOTO: DIVULGAÇÃO/FAPEAM