STF deve julgar se Bolsonaro vira réu por racismo nesta terça-feira (28)

A Primeira Turma do Supremo Tribunal deve julgar nesta terça-feira (28) o recebimento de uma denúncia contra o presidenciável Jair Bolsonaro (PSL), acusado de racismo contra comunidades quilombolas, indígenas, mulheres, refugiados e LGBTs.

Se o colegiado avaliar que há elementos suficientes para abertura de ação penal, Bolsonaro responderá por racismo. O candidato do PSL já é réu no STF acusado de incitar estupro, em caso com a deputada Maria do Rosário (PT-RS).

O julgamento estava marcado para o dia 4 de setembro, mas a pedido da defesa de Bolsonaro, o relator do processo, ministro Marco Aurélio Mello, adiantou a análise do processo. O advogado do presidenciável afirmou que não estará disponível para a sessão no dia 4, e por isso pediu o adiantamento.

A turma é formada pelos ministros Alexandre de Moraes, Luiz Fux, Rosa Weber, Luís Roberto Barroso e o relator, Marco Aurélio.

Reportagem, Thiago Marcolini