Suspeito de matar PM em São Gabriel da Cachoeira não era mais do Exército

O Exerciro brasileiro, após repercussão da morte do tenente da Polícia Militar do Amazonas, Jeferson Santos, informou que o principal suspeito de cometer o crime não é mais militar da corporação.

O suspeito havia sido preso pela equipe e era ouvido pelo tenente e pelo soldado Natan. Jeffeson era comandante do 2° CIPM e foi surpreendido pelo homem, que reagiu, tomou a arma do soldado e atirou contra os dois. Jeffeson foi baleado. o peito e na perna. Já o soldado Natan também foi baleado e socorrido ao hospital local.

Nas redes sociais imagens do suspeito começaram a circular. Em uma das fotos ele aparece com o fardamento do Exército.  A Força Arma da informou que ele já serviu como soldado, mas deu baixa no final de 201. Atualmente, ele era instrutor de autoescola.

A Polícia Militar lamentou a morte do tenente e diz que está prestando todo o auxílio à família.

Compartilhe