Três anos após ser baleado e matar com barra de ferro atirador, homem é preso em Manaus

Manaus – A equipe da Delegacia de Homicídios e Sequestros (DEHS), sob o comando do delegado Jeff David MacDonald, realizou na última semana o cumprimento de prisão preventiva – pelo crime de Homicídio Qualificado – de Wanderson Moreira de Souza, conhecido como “Wando”, envolvido na morte um jovem de 18 anos em 2015.

O homem é suspeito de matar Marwin Chrystian Aquino de Oliveira, de 18 anos, no dia 24 de outubro de 2015, na Av. Igarapé de Manaus, Parque Residencial Manaus 2, Centro.

O estudante Marwin Chrystian foi morto a golpes de barra de ferro após ir até a barraca de churrasco do irmão de Wando e questionou Wando: “Você tem temor à Deus?”. O homem respondeu que sim e, logo depois, foi atingido com dois tiros.

Moradores e parentes de Wando, que presenciaram a tentativa de homicídio, se armaram com pedaços de paus e barras de ferro e agrediram Marwin até a morte. Wando ficou internado e depois desapareceu. Ele foi preso pelo homicídio três anos após o crime e alega legítima defesa.

Compartilhe