Tribuna Popular debate o suicídio na Câmara

Dados da Organização Mundial da Saúde (OMS) apontam que 90% dos casos de suicídio poderiam ser evitados com ações preventivas. A mesma instituição ainda expõe o número alarmante de que, no Brasil, 32 pessoas se suicidam todos os dias. Essa taxa já ultrapassou a quantidade de vítimas da AIDS.

Com o intuito de debater o assunto, durante este mês, é promovida em todo o mundo a campanha Setembro Amarelo, que carrega o lema “Falar é a melhor solução”. A ação ainda busca conscientizar sobre o tema e valorizar a vida humana.

“O suicídio é um fenômeno multifatorial. Nunca consideramos uma causa única e, frequentemente, os fatores estão relacionados a um sofrimento emocional insuportável, de desesperança e desespero, que a sensação de sem saída, sem a possibilidade de apoio. Daí temos transtornos mentais e abusos de substâncias que estão muito associados, mas também há outros fatores de riscos, tais como: a situação de desemprego, doenças incapacitantes, a violência, o preconceito, as situações de abuso”, argumenta a psicóloga clínica e voluntária do Núcleo de Apoio à Vida Manaus (Navima), Luziane Costa.

Na capital, o tema ganhará destaque durante a realização de uma Tribuna Popular na Câmara Municipal de Manaus (CMM), nesta quarta-feira (12). Para o vereador Bessa (SD), propositor da iniciativa, o assunto não deve ser lembrado apenas no mês de setembro e ações preventivas precisam ocorrer diariamente.

“O diálogo é uma das melhores maneiras de evitar o suicídio. Pensando nisso e aproveitando a data, debateremos o tema com profissionais da saúde para evidenciar a devida importância de se trabalhar preventivamente”, destaca.

Projeto de Lei

Para dar maior visibilidade ao tema, o vereador Bessa apresentou, na última semana, um Projeto de Lei propondo a inclusão da campanha Setembro Amarelo no calendário oficial de eventos do município de Manaus. O PL, de número 285/2018 está tramitando em regime de urgência na Casa legislativa.