TSE e União Europeia realizam primeiro encontro internacional sobre fake news

Close-up of female student typing on laptop at table. Unrecognizable businesswoman working on portable computer. She sitting at table. Email concept

Em iniciativa inédita, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e a Delegação da União Europeia no Brasil promovem, no dia 21 de junho, quinta-feira, o Seminário Internacional Fake News: Experiências e Desafios. O evento contará com a participação de alguns dos maiores especialistas brasileiros e europeus sobre o tema.

A iniciativa é um esforço conjunto com o objetivo de debater as implicações da disseminação de notícias falsas no processo eleitoral. Com a proximidade das eleições gerais no Brasil, o assunto ganha relevo se considerado o potencial que as fake news têm de impactar negativamente o ambiente informativo na internet e nas redes sociais, comprometendo o resultado justo do pleito.

De acordo com o presidente do TSE, ministro Luiz Fux, o seminário é oportuno e uma ótima oportunidade para intercambiar informações e conhecer as experiências dos colegas europeus sobre esse assunto, que é uma séria e real ameaça ao processo democrático. Além do embaixador da Delegação da União Europeia no Brasil e do presidente do TSE, a abertura do seminário contará com a presença da procuradora-geral da República, Raquel Dodge, dos ministros das Relações Exteriores e dos Direitos Humanos do Brasil, Aloysio Nunes Ferreira e Gustavo do Vale Rocha, respectivamente, e do presidente do Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Claudio Lamachia.

O seminário ocorrerá no Auditório I do edifício-sede do TSE, em Brasília. A iniciativa do TSE e União Europeia conta também com o apoio do Ministério das Relações Exteriores e do Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão. Haverá transmissão ao vivo pelo YouTube e streaming nas redes sociais da Justiça Eleitoral (Facebook e Twitter).

Com informações do TSE, reportagem, Storni Jr.