UFAM e SEDUC vão abrir vagas para mestrado em Geografia e em Letras para professores da rede pública estadual do Amazonas

Do total de vagas, 30 serão para o mestrado em Geografia e 30 em Letras

O Governo do Amazonas, por meio da Secretaria de Estado de Educação e Qualidade do Ensino (SEDUC), em parceria com a Universidade Federal do Amazonas (Ufam), disponibilizará 60 vagas para mestrado em Geografia e em Letras para professores da rede pública estadual que atuam em Manaus e no interior do Estado.

Para o mestrado em Geografia, serão ofertadas 30 vagas, sendo que 15 serão ainda para o ano de 2018 e as outras para 2019. Para o mestrado em Letras, também serão oferecidas 30 vagas, das quais 15 serão disponibilizadas neste ano e as 15 vagas em 2019.

De acordo com a coordenação do mestrado na SEDUC, o edital de seleção para os professores deverá ser lançado na próxima semana e estará disponível no site da Universidade Federal do Amazonas e no site da SEDUC: www.educacao.am.gov.br.

Requisitos

Para participar do processo seletivo para os mestrados em Geografia e em Letras, além das exigências estabelecidas no edital que será divulgado pela Ufam, os servidores devem atender aos seguintes requisitos: ser detentor de cargo efetivo e estável de professor e/ou pedagogo da SEDUC; não estar frequentando curso de pós-graduação (stricto sensu) financiado pela Secretaria; não possuir titulação de mestre; e não estar cumprindo a contraprestação de serviço em decorrência de afastamento ou financiamento de estudo concedido pela Secretaria.

Além disso, é necessário que o servidor tenha a cumprir pelo menos dois anos de efetivo exercício na SEDUC para completar as condições exigidas para a sua aposentadoria por tempo de serviço, contados a partir da data de início do curso.

Mais vagas – Além dos mestrados em Geografia e em Letras, a SEDUC, em parceria com a Ufam, abrirá no próximo ano, 30 vagas para o mestrado em Ciências da Matemática.

Ainda por meio da parceria firmada com a Ufam, a SEDUC está selecionando profissionais da capital e do interior para o curso de mestrado em Educação, que será ofertado pelo Programa de Pós-Graduação de Educação da universidade.

Segundo a diretora do Centro de Formação Profissional Padre José de Anchieta da SEDUC, professora Regina Marieta Teixeira, as vagas de mestrado são parte de um investimento para garantir uma educação de maior qualidade no Estado.

“A gente tem alguns desafios para a oferta da educação básica no Amazonas com qualidade. Um deles é a garantia de aprendizagem. Garantir aprendizagem em sala de aula passa pelo viés da formação de professores, então é necessário qualificar os professores para que eles possam ter esses instrumentos necessários para garantir essa aprendizagem”, explicou Teixeira.