Valendo vaga para a final da competição, 3B Sport enfrenta o Minas Icesp – DF na Arena da Amazônia

Valendo uma vaga na final do Campeonato Brasileiro de Futebol Feminino – Série A2, o 3B Sports enfrenta o Minas Icesp – DF neste domingo (1º/07), às 16h, na Arena da Amazônia, localizada no bairro Flores, zona centro-sul de Manaus. A partida, que conta com o apoio do Governo do Amazonas, por meio da Secretaria de Estado de Juventude, Esporte e Lazer (Sejel), será aberta ao público, com entrada totalmente gratuita.

O presidente do clube, Bosco, falou sobre o sentimento diante deste duelo. “Estou bastante esperançoso e crente no acesso. Trabalhamos muito para chegar até aqui e sei que, se Deus quiser, seremos agraciados com a vitória e poderemos garantir a vaga para a decisão da competição. O time está bastante focado e a determinação será nossa grande aliada neste jogo”, afirmou.

Comandante da equipe amazonense, Sérgio Duarte disse que os trabalhos dessa semana foram voltados para as finalizações e que que a equipe está preparada para o duelo de domingo (1º/07). “Este jogo tem características de final, até porque estamos a um passo de conseguir concretizar nosso objetivo e, claro, objetivo de todas as equipes que participaram da competição, que é garantir o acesso à elite do futebol brasileiro feminino. A equipe está unida e trabalhou muito para chegar até aqui, então não mediremos esforços para sairmos vitoriosos da partida contra o Minas”, destacou.

Semifinal – No jogo de ida, realizado no último domingo (24/06), no Estádio Maria Abadia, em Ceilândia – DF, o 3B sofreu um revés de 2 a 1. Para vencer em casa e avançar à decisão da competição, o time amazonense precisa ganhar do Minas Icesp – DF com dois gols de vantagem. Em caso de vitória por 2 a 1, por exemplo, a decisão segue empatada e irá para os pênaltis.

Arbitragem – A partida será arbitrada por Antônio Carlos Frutuoso e pelos assistentes Eliane Nogueira e Elivane Trindade. Freddy Fernandez irá atuar como quarto árbitro e, como analista de campo, estará Reginaldo Noronha.

FOTO: TÁCIO MELO/SEJEL