“Zarolho” e “Popozão” são presos em cumprimento de mandados de prisão

Equipes da 31ª Delegacia Interativa de Polícia (DIP) e Posto de Policiamento Integrado (PPI) do Distrito de Cacau Pirêra, ambos situados em Iranduba, cumpriram nesta quarta-feira (22/8), mandados de prisão preventiva em nome de Elson Lopes de Oliveira, 21, conhecido como “Zarolho”, e Vanildo Alves de Menezes, 34, chamado de “Vanildinho” ou “Popozão”.

De acordo com as delegadas Sylvia Laureana e Suely Costa, respectivamente titular da 31ª DIP e interina do PPI, a ação teve início por volta das 8h30, na rua Quatro do Distrito de Cacau Pirêra, com o cumprimento do mandado de prisão por estelionato, furto e crimes contra as relações de consumo em nome de Vanildo.

O mandado de prisão em nome do infrator foi expedido em 30 de agosto de 2017, pela juíza Dinah Câmara Fernandes de Souza, da 8ª Vara Criminal da Comarca de Manaus. “Vanildo tinha o costume de aplicar golpes por meio de anúncios de vendas de tijolos em um site de compras e vendas, onde oferecia um preço abaixo do praticado no mercado e descarregava uma quantidade de tijolos sempre inferior ao valor pago pelos compradores”, relatou Suely Costa.

A delegada, que está respondendo interinamente pela titularidade do PPI, ressaltou que Vanildo responde a 11 processos criminais por estelionato, furto e crimes nas relações de consumo, praticados desde 2005. “Ele foi reconhecido por uma das vítimas, que registrou Boletim de Ocorrência neste PPI e identificou, na Rodovia Manoel Urbano, o caminhão utilizado pelo infrator para realizar a entrega do material”, disse Costa.

Conforme a delegada Sylvia Laureana, a equipe de investigação da 31ª DIP, ainda em diligência, foi informada sobre a localização de Elson, considerado foragido da Justiça pela autoria do homicídio de Nilton Pereira Oliveira, ocorrido no dia 3 de janeiro de 2017, no beco Sinésio Campos, bairro Graça Lopes, em Iranduba. A vítima tinha 19 anos. Na ocasião, o infrator efetuou um disparo de espingarda calibre 16 no jovem, que morreu no local.

“Elson foi encontrado no início da tarde desta quarta-feira (22/8), por volta de meio-dia, na casa onde estava morando, na rua Japurá, bairro Centro, em Iranduba. O mandado de prisão em nome dele foi expedido no dia 26 de outubro de 2017, pelo juiz Carlos Henrique Jardim da Silva, da 2ª Vara da Comarca de Iranduba”, declarou Laureana.

Ao término dos procedimentos cabíveis, Elson e Vanildo serão encaminhados ao Centro de Detenção Provisória Masculino (CDPM), onde irão permanecer à disposição da Justiça.

FOTOS: Divulgação / Assessoria de Imprensa da Polícia Civil do Estado do Amazonas.