ZFM entra em pauta do Japão e Luxemburgo na FIEAM

Em visita a Federação das Indústrias do Estado do Amazonas (FIEAM), a cônsul-geral do Japão em Manaus, Hitomi Sekiguchi, disse ao presidente da Federação das Indústrias do Estado do Amazonas (FIEAM), Antonio Silva, que a Zona Franca de Manaus (ZFM) não é conhecida no sul do País. Sekiguchi e o embaixador grão-ducano de Luxemburgo, Carlo Krieger, foram recebidos na sexta-feira (6) na FIEAM. .

“Antes de vir para Manaus, trabalhava em São Paulo e ouvia falar muito pouco do Amazonas, sabemos que a ZFM é forte, mas o que faz? O que é produzido? Nos noticiários do sul e sudeste a ZFM nunca entra em pauta”, lamentou Sekiguchi, que está no Brasil há dez anos, e assumiu missões diplomáticas em Brasília, São Paulo, Recife, Rio de Janeiro e Belém.

Para o presidente da FIEAM, Antonio Silva, o desconhecimento sobre a Zona Franca por parte da população de outros estados prejudica o desenvolvimento das ações e incentivos fiscais para a produção industrial no Amazonas – que resultam em benefícios gerados para todo o Brasil. Silva lembrou a logística de transportes como um dos gargalos para a ZFM: “o tempo de trânsito de qualquer insumo vindo do sul e do sudeste leva em média 22 dias, o que se torna também um dos fatores prejudiciais”, relatou.

“Quem vê e conhece a nossa Zona Franca de Manaus, entende que aqui funcionam indústrias de fato, no sentido de transformação. Infelizmente as pessoas criam uma ideia pré-concebida daquilo que elas não conhecem e é preciso perceber a importância deste modelo econômico para o Brasil, tendo em vista a geração de emprego e renda resultante”, disse Silva.

Luxemburgo no Brasil

Representante da primeira representação diplomática de Luxemburgo no Brasil, o embaixador grão-ducano, Carlo Krieger, visitou a FIEAM para estreitar relações com as indústrias locais, e conhecer um pouco mais sobre a economia local.

O reforço nas relações político-diplomáticas, econômicas e culturais com o continente sul-americano foi um dos motivos para abertura da embaixada em Brasília no mês de setembro de 2017, segundo Krieger. O Luxemburgo conta com quatro consulados honorários no Brasil: Rio de Janeiro, São Paulo, Porto Alegre e Belo Horizonte.